Consultor da APDC afirma que cal pode substituir o cimento

Até 50% mais barata que  cimento e com preço mais estável, a cal pode ser uma alternativa para o mercado da construção civil. O material tem a mesma função do cimento, o de aglomerante, mas perdeu espaço no mercado por causa da maior rapidez de cura “endurecimento” do concorrente: para a cal o tempo é de 90 dias, em média, enquanto para o cimento é de 28 dias. “É claro que hoje seria impraticável substituir todo o cimento de assentamento e revestimento por cal.

Mas fazê-lo em parte da obra pode trazer economia e algumas vantagens de performance”, diz o engenheiro químico que trabalhou oito anos na indústria cimenteira e hoje é consultor da Associação dos Produtores de Derivados do Calcário (APDC), Alexandre Garay. A cal não tem função estrutural, mas na aplicação para a argamassa de assentamento de tijolos e revestimento oferece vantagens como mais resistência à umidade e mais elastividade, diminuindo a ocorrência de patologias de rachaduras.

Comments are closed.